segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Lanterneiro - O retorno!











Há Cinco anos fazendo esse carro e já perdi a conta de quantas vezes ele foi ao Lanterneiro. O grande problema foi as constantes paradas no projeto por diversos motivos e como a carroceria estava sem pintura, novas ferrugens sempre apareciam. Aproveitei para recolocar o capô do 66 no lugar do moderno. O problema são as novas idéias, falta de tempo, $$ e falta de bons profissionais; tudo isso faz com que você pare constantemente seu projeto.

Se tiver vontade de fazer uma modificação sugiro que não erre como errei. primeiro projete tudo que pretende fazer no papel, pesquise a mão de obra e depois estipule por alto e não por baixo quanto vai gastar.

Erro de projeto!!




Depois de alguns testes ano passado, o projeto de modificar a suspensão não deu certo!! Ficou uma porcaria!
Comprei um novo fusca que serviu de doador do chassi. Tive que gastar mais $$ com lanterneiro, outro grande problema, pois esse tipo de profissional está escasso, tem muito "Plastiqueiro"no mercado.
O Sonho de esconder o motor dentro da carroceria foi para o espaço!!


segunda-feira, 10 de março de 2008

Motor novo

Com o novo sistema de suspensão foi possível chegar o motor quase um palmo para trás. Diferenciando o fuscredo de todos os outros com motor AP.
Vou poder fechar a tampa sem ela ficar para fora como normalmente vemos.



Suspenção nova.

Desculpe a demora para postar novas fotos, pois estávamos (Eu e meus amigos) preparando o motor e a suspensão para instalar na criança.
Uma das coisas que mais me chamou a atenção nesse carro foi o projeto feito pelo antigo proprietário.
A suspensão original do Fusca foi toda retirada e re-alinhada e adaptado novas peças para instalação do motor.
A caixa que ficava atrás do banco traseiro foi retirada e novos braços e balança foi adaptado transformando o sistema traseiro McPherson. Trata-se de um sistema muito simples, composto de um braço transversal inferior único e uma coluna telescópica que contém mola helicoidal e amortecedor. A roda é montada em uma ponta de eixo na parte inferior da coluna telescópica, que por sua vez está apoiada na carroceria através de um mancal de escora que permite que a coluna gire ao se esterçar as rodas.
Será feito mais alguns testes para o resultado final.